Os riscos físicos são efeitos gerados por máquinas, equipamentos e condições físicas, características do local de trabalho que podem causar prejuízos à saúde do trabalhador.

Os riscos físicos se caracterizam por:

- Exigirem um meio de transmissão (em geral o ar) para propagarem sua nocividade.

- Agirem mesmo sobre pessoas que não tem contato direto com a fonte do risco.

- Em geral ocasiona lesões crônicas, mediatas.

Consequências da exposição à:

- Ruído: Cansaço, irritação, dores de cabeça, diminuição da audição, aumento da pressão arterial, problemas do aparelho digestivo, taquicardia e perigo de infarto.

- Vibrações: Cansaço, irritação, dores nos membros, dores na coluna, doença do movimento, artrite, problemas digestivos, lesões ósseas, lesões dos tecidos moles, lesões circulatórias, etc.

- Calor: Taquicardia, aumento de pulsação, cansaço, irritação, intermação (afecção orgânica produzida pelo calor), prostração térmica, choque térmico, fadiga térmica perturbações das funções digestivas, hipertensão, etc.

- Frio: Fenômenos vasculares periféricos, doenças do aparelho respiratório, queimaduras pelo frio.

- Umidade: Doenças do aparelho respiratório, quedas, doenças na pele, doenças circulatórias.

- Radiações Ionizantes: Alterações celulares, câncer, fadiga, problemas visuais, acidentes de trabalho.

- Radiações Não Ionizantes: Queimaduras, lesões nos olhos, na pele e nos outros órgãos.